Os textos e fotografias produzidos pela equipe da PASCOM da Paróquia São José – C. dos Dantas podem ser livremente utilizados, mencionando-se o blog http://www.montedogalo2009.blogspot.com/ como fonte

18 de mar de 2010

SEMEADOR DA FÉ

Singela estrela pequenina
Certeza de futuro brilhante nascia
Criança prodígio de virtuosa educação
Nas terras áridas do sertão
O menino José crescia

Brincando com os amigos
Exaltava ao PAI num altar de fantasia
Traçando assim seu destino de, no cristianismo,
Para honra e glória de Deus,
Ser pináculo de sabedoria

“Eu era pequeno: nem me lembro”...
Mas sei que por amor ao mistério
Em José Adelino, inteligência pujante
Razão e sensibilidade, em brasa,
No espírito ardia

Então, erguendo os olhos para o céu
Rogando ao Criador discernimento
“Nas Ave-Maria que rezava, ao pé da cama”
Firme na fé, o apóstolo José Adelino Dantas
Consagrou o 6º sacramento

Sacerdote lhe fez o Indizível,
O Alfa, o Ômega, o Rei dos Reis
Estudos e orações constantes:
Teologia, Exegese, Dogmatismo, Fé e Filosofia
Formaram mais que um Padre:
Edificaram e transformaram
O Reitor, o Bispo, o Monsenhor
Dom José Adelino Dantas
Um Evangelizador Vibrante

“Ave Maria, mãe de Jesus,
O tempo passa não volta mais”
E Natal, Caicó, Garanhuns, Rui Barbosa,
Carnaúba dos Dantas... sentem saudades
Do homem erudito;
Do pregador profícuo;
Do pastor incansável que
“In finem dilexit” Amou até o fim. (João 13,1)

“O teu amor cresce com a gente”
Tio José. Bispo José.
É um filho presente.
E mesmo às vezes duvidando. Chateados com um mundo cansado
Guiados por tua conduta perseverante,
Bondoso Dom José,
Nossa igreja reza como antigamente.
Amém.


Escrito por Analúcia de Azevedo Silva, neta de Cristina (irmã de Dom Adelino), e lido pela mesma durante a celebração da missa de abertura do Ano Centenário de Nascimento de Dom José Adelino Dantas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário