Os textos e fotografias produzidos pela equipe da PASCOM da Paróquia São José – C. dos Dantas podem ser livremente utilizados, mencionando-se o blog http://www.montedogalo2009.blogspot.com/ como fonte

12 de out de 2009

ORAÇÃO PELAS CRIANÇAS

Jesus, porém, chamou-as e disse: “Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas” (São Lucas 18,16).
Neste dia 12 de outubro, dia das crianças, podemos colocá-las no colo de Nossa Senhora Aparecida, mãe de Jesus e nossa também. Vamos juntos rezar pelas crianças do Brasil e do mundo.
"Senhor, as nossas crianças precisam de Deus, de crescer com valores humanos e cristãos, que ajudem a fazer melhor suas escolhas. Elas precisam de um lar equilibrado e pais que se amem, para que elas não percam o valor do amor e da vida; nossas crianças precisam ser crianças e não trabalhar antes da hora ou roubar os seus direitos financiando guerras de adultos inconseqüentes; elas precisam de saúde e segurança para crescer e ajudar o nosso país a conquistar o futuro de outras crianças.
Senhor, as nossas crianças precisam de paz, de viver sem medo e sem o horror da violência; de uma casa para morar; de liberdade para sorrir e brincar.
Peço Senhor, que nossas crianças tenham a oportunidade de estudar, de aprender a ler e escrever e encontrar a sua vocação; precisam de pais que participam, de diversão, para que cresçam normais; de brinquedos sadios, que não destruam suas consciências; pipoca, guaraná, cinema, praia, futebol, amizade, tranquilidade, carinho, bichinhos, tios e avós…
Senhor, as nossas crianças precisam de mim e de você que está rezando por elas agora!

meu bom Jesus, que a todos conduz, olhai as crianças do nosso Brasil!”
Pe. Luizinho, Canção Nova

Fotos do Encontro de Coroinhas realizado em Florânia

12 de outubro - Dia das Crianças

Ser criança é assim... Correr até acabar o fôlego, rolar pelo chão sem medo de se sujar, falar o que vier na cabeça e fazer de qualquer coisa uma brincadeira. Época da vida da qual temos saudades quando envelhecemos. E é exatamente nesta data dedicada a todos esses pequenos seres, que têm a inocência como principal característica, que devemos não só valorizar a vitalidade infantil, como também procurar resgatar a essência da criança.

NOSSA SENHORA APARECIDA, intercedei por nós!

Hoje, a Igreja Católica celebra no Brasil o dia da Padroeira: Nossa Senhora Aparecida.
No primeiro capítulo do Evangelho de Lucas, encontramos, entre muitas coisas, o nascimento da missão. Após uma experiência profunda de Deus, Maria fica grávida de Jesus. Sua primeira atitude foi ir ao encontro de Isabel, sua prima, que estava no sexto mês de gravidez e sendo de idade já avançada necessitava de ajuda. Maria percorre, portanto, a região montanhosa da Galiléia para auxiliar sua prima levando Jesus dentro de si. Ela como figura da Igreja, inaugurou todo o trabalho missionário realizado pela mesma quando na Eucaristia recebe Jesus e por isso percorre as montanhas do mundo de hoje levando seu auxilio para aquela “Isabel” que esta necessitada da presença missionária daqueles que são portadores de Jesus. Assim na segunda quinzena de Outubro de 1717, Maria visita seus filhos que estão no Brasil. A história é marcada nesse momento, pelo sofrimento do povo brasileiro. O trabalho forçado, a discriminação e muitas outras formas de injustiça social estavam presentes comprometendo a dignidade humana nesta terra de Santa Cruz. Maria se torna solidária com esse povo se colocando na história, como a “Mãe Negra”, aparecendo justamente onde os pobres buscavam o pão material apresentando a eles o pão espiritual.
A Mãe Aparecida, assim, nos convoca a fazermos aquilo que ela fez: - Continuar percorrendo as montanhas do mundo de hoje, onde se encontra sempre uma Isabel precisando de nossa ajuda de cristão, de pessoas que recebem Jesus Eucarístico e por isso tornam-se discípulos e missionários de Jesus Cristo.

REFLEXÃO DO DIA - Segunda-Feira 12/10

Três dias depois, houve uma festa de casamento em Caná da Galiléia, e a mãe de Jesus estava lá. Jesus também tinha sido convidado para essa feta de casamento, junto com seus discípulos. Faltou vinho, e a mãe de Jesus lhe disse: "Eles não têm mais vinho!" Jesus respondeu: "Mulher, que existe entre nós? Minha hora ainda não chegou." A mãe de Jesus disse aos que estavam servindo: "Façam o que ele mandar." Havia aí seis potes de pedra de uns cem litros cada um, que serviam para os ritos de purificação dos judeus. Jesus disse aos que serviam: "Encham de água esse potes." Eles encheram os potes até a boca. Depois Jesus disse: "Agora tirem e levem ao mestre-sala." Então levaram ao mestre-sala. Este provou a água transformada em vinho, sem saber de onde vinha. Os que serviam estavam sabendo, pois foram eles que tiraram a água. Então o mestre-sala chamou o noivo e disse: "Todos servem primeiro o vinho bom e, quando os convidados estão bêbados, servem o pior. Você, porém, guardou o vinho bom até agora." Foi assim, em Caná da Galiléia, que Jesus começou seus sinais. Ele manifestou a sua glória, e seus discípulos acreditaram nele. (Jo 2, 1-11)
Jesus veio ao mundo para trazer a Boa Nova do Reino de Deus e firmar a Nova e eterna Aliança entre Deus e os homens através do mistério pascal. Assim, a água da purificação dos judeus, sinal do Antigo Testamento que está para terminar, será substituída pelo vinho da Nova Aliança que alegra os nossos corações e nos trás a salvação. E isso acontece numa festa de casamento, sinal das núpcias do Cordeiro e prefiguração da Igreja como esposa de Cristo. E o início de tudo foi a ação de Maria, que pede o milagre a Jesus, mas que. com sua adesão ao projeto de Deus, abriu caminho para o início do Novo Testamento.
Fonte: CNBB