Os textos e fotografias produzidos pela equipe da PASCOM da Paróquia São José – C. dos Dantas podem ser livremente utilizados, mencionando-se o blog http://www.montedogalo2009.blogspot.com/ como fonte

9 de out de 2009

FOTOS da Semana Missionária Jovem de C. dos Dantas

REFLEXÃO DO DIA: Sexta-Feira 09/10

Mas alguns disseram:"É por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa os demônios." Outros, para tentar Jesus, pediam-lhe um sinal do céu. Mas, conhecendo o pensamento deles, Jesus disse: "Todo reino dividido em grupos que lutam entre si, derá destruído; e uma casa cairá sobre outra. Ora, se até Satanás está dividido contra si mesmo, como o seu reino poderá sobreviver? Vocês dizem que é por Belzebu que eu expulso os demônios. Se é através de Belzebu que eu expulso os demônios, através de quem os filhos de vocês expulsam os demônios? Por isso, eles mesmos hão de julgar vocês. Mas se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, então o Reino de Deus chegou para vocês. Quando um homem forte e bem armado guarda a sua casa, os bens dele estão em segurança. Mas quando chega um homem mais forte do que ele e o vence, arranca-lhe a armadura na qual ele confiava e reparte o que roubou. Quem não está comigo, está contra mim. E quem não recolhe comigo, dispersa." "Quando um espírito impuro sai de um homem, fica vagando em lugares desertos à procura de repouso, e não encontra. Então diz: 'Vou voltar para a casa de onde saí'. Quando ele chega, encontra a casa varrida e arrumada. Então ele vai e traz consigo outros sete espíritos piores do que ele. Eles entram, moram aí e, no fim, esse homem fica em condição pior do que antes." (Lc 11, 15-26)
O reino de Deus chegou até nós com toda a sua força contra o mal e suas conseqüências. Mas porque é que sempre temos a impressão que o mal está vencendo o bem e que as coisas estão sempre piorando? A verdade é que vemos a realidade em si sem sermos capazes de interpretar os sinais dos tempos que se apresentam a nós. Assim sendo, até mesmo as coisas boas que Deus realiza no meio de nós são interpretadas como coisas más e, por isso, nós bloqueamos até mesmo as coisas boas que Deus realiza, vendo nelas, por motivos egoístas e por dureza de coração, coisas más, como fizeram os judeus.
Fonte: CNBB