Os textos e fotografias produzidos pela equipe da PASCOM da Paróquia São José – C. dos Dantas podem ser livremente utilizados, mencionando-se o blog http://www.montedogalo2009.blogspot.com/ como fonte

4 de ago de 2010

O SALDO DA FESTA DE SANT'ANA

A Festa de Sant’Ana de Caicó é um tempo privilegiado de bênçãos para todo o povo. O coração dos devotos da Avó de Jesus se enche de alegria. A confiança é grande! Todos agradecem a Deus pelos inúmeros benefícios que Dele têm recebido através da intercessão carinhosa da Padroeira do Seridó. Todos querem como discípulos de Jesus engrandecer o santo nome de Deus e proclamar Jesus Cristo, o Verbo Eterno do Pai, que fala e mostra o Caminho, a Verdade e a Vida.
Os fiéis da Diocese de Caicó, os devotos de Sant’Ana, espalhados por todos os rincões do Seridó, do Rio Grande do Norte, do Brasil e do exterior, tiveram esta feliz oportunidade de participar de uma Festa especial. Estes dias foram de abundantes graças: escuta da Palavra de Deus, oração confiante nas novenas no largo da catedral de Caicó ou transmitida pelas emissoras de rádio e internet, participação dos sacramentos, especialmente a Eucaristia e a Confissão, proclamação das maravilhas do Pai e manifestação de carinho do devoto por Sant’Ana.
Os momentos de vibração, oração, devoção, além das Novenas e Missas, foram muitos: visitação das imagens peregrinas na zona rural e na cidade, peregrinação dos devotos de Sant’Ana, almoço de Sant’Ana, festa dos Doces e Show religioso, jantar de Sant’Ana, as caminhadas, procissão de abertura com uma multidão caminhando pelas ruas da cidade, leilões para a Festa da Padroeira e para as ações pastorais da Catedral, XI Marcha dos Idosos e Missa no Nonozão, II Encontro das crianças, Missa com unção dos enfermos, carreata dos motoristas, cavalgada com bonita participação de vaqueiros e amazonas representando os que trabalham no campo, II viagem ciclística de Sant’Ana, o jantar de Sant’Ana, II leilão do artesão, a Feira de Sant’Ana e o pavilhão de Sant’Ana. Estes momentos uniram os devotos de Sant’Ana e ofereceram abençoada oportunidade de confraternização, de louvor a Deus e veneração à Santa Padroeira.
Neste ano, unimos aos objetivos tradicionais da Festa, o de trabalhar pela reforma da Catedral dedicada a Sant’Ana. Contamos com a generosidade, devoção do povo seridoense à Senhora Sant’Ana e, portanto, à sua Casa, que precisa de urgente intervenção para sanar os desgastes do tempo e da ação dos cupins. Com as bênçãos de Deus, a generosidade do povo devoto de Sant’Ana, a competência do engenheiro Dr. Flávio e sua equipe e do arquiteto, Dr. Marcílio, teremos os trabalhos concluídos no menor tempo possível.
O saldo de uma Festa desta grandeza se mede pelo compromisso assumido por todos de viver o ensinamento de Nosso Senhor Jesus Cristo. Festa é tempo de conversão. A Palavra de Deus anunciada deve gerar no coração dos fiéis novas disposições de paz, alegria e esperança. Se houver um esforço de todos para deixar a graça divina atuar, teremos um Seridó renovado, famílias com mais paz, relacionamentos novos construídos na fraternidade. Os sinais da ação da graça de Deus foram a participação nos momentos comunitários dos festejos de Sant’Ana, as missas participadas com interesse e amor, as orações feitas com piedade, as confissões celebradas com contrição, as pregações acolhidas com atenção, os trabalhos em prol da Festa assumidos com generosidade, as doações feitas com sentimento de gratidão, os encontros das famílias e amigos plenos de alegria e a vontade de viver melhor nos caminhos indicados pelo Evangelho.
A Festa termina e a satisfação de ter participado é tão grande, que permanece o propósito de, no próximo ano voltar a participar com mais ânimo ainda. De um ano para outro, a vida volta ao seu ritmo normal, mas as lições divinas deixadas nas celebrações ficam no coração, iluminando o dia-a-dia de cada fiel. A força espiritual irradiada durante a Festa continua se propagando ao longo da existência de cada um. Isto é sinal do amor de Deus e da intercessão permanente da Senhora Sant’Ana.
Depois dos festejos da Padroeira a vida dos devotos ganha um brilho especial: a certeza do amor de Deus. Esta certeza cresceu para cada um. Viver com esta verdade no coração é conservar dentro de si uma bênção muito especial. A “Palavra de Deus está em vós” (1Jo 2,14b), conforme afirma para todos o lema da festa, tirado da Primeira Carta de São João, que indica que todos os batizados recebem, no Espírito Santo, a confirmação da Palavra que é Jesus Cristo. Jesus Cristo está em cada um, enquanto membro da Igreja, reunidos pela mesma fé, mesma esperança e mesma caridade.
A todos os diocesanos e devotos de Sant’Ana, as abundantes bênçãos do Deus de Amor, que é Pai, Filho e Espírito Santo! Amém!

Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz
Bispo da Diocese de Caicó – RN.