Os textos e fotografias produzidos pela equipe da PASCOM da Paróquia São José – C. dos Dantas podem ser livremente utilizados, mencionando-se o blog http://www.montedogalo2009.blogspot.com/ como fonte

1 de mar de 2010

MISERICORDIOSOS QUE RECEBERAM MISERICÓRDIA

REFLEXÃO DO EVANGELHO

Sede misericordiosos, como vosso Pai é misericordioso. Tempo da quaresma, tempo de reconhecer a misericórdia do Senhor, tempo de nos exercitarmos na mesma arte da generosa misericórdia para com os que vivem à nossa volta. Misericordioso é aquele que tem dó e compaixão da fraqueza e da fragilidade do outro. Um dos mais belos nomes de Deus é ser o Pai das misericórdias.
Jesus se fez arauto e propagandista das belezas do coração misericordioso de Deus. O Pai não vê as aparências mas o fundo do coração e está sempre pronto a acolher no perdão aqueles que, tendo reconhecido a fragilidade de suas vidas e de seu coração, se voltam para ele. O Pai de Jesus é o Pai das misericórdias e Jesus mesmo se fez entre nós a misericórdia de Deus. Eloi Leclerc diz que o coração arrependido ou contrito é brecha pela qual Deus chega a nós.
Misericórdia tem a ver com perdão, quer dizer dobrar-se sobre as feridas dos corpos e colocar azeite nas fissuras da alma. Os verdadeiros imitadores de Deus, misericordiosos, como o Pai é misericordioso, vivem em estado de vigilância no sentido de dar aos outros mais do que eles pedem. Misericordiosos são aqueles que não condenam o próximo, mas vivem sempre cercando-o de um amor que possa fazer com que abandonem sua má conduta. Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados. Dai e vos será dado.
Na convivência diária, no confronto com o mal que o semelhante coloca, os cristãos estão sempre dispostos a abrir o reservatório da misericórdia. Não se trata de deixar de ver o mal, o erro, o pecado. O que é pedido ao cristão é não julgar, e quanto possível, adotar uma postura de compreensão misericordiosa, generosa. Jesus no alto da cruz referindo-se aos que o matavam pedia ao Pai que desculpasse esses que não sabiam o que estavam fazendo. O pai do pródigo quando o filho desvairado volta não pede satisfações, mas beija, abraça, faz festa, coloca anel no dedo... Perdoai e sereis perdoados.
Há casais unidos no Senhor que desfizeram sua união e se uniram novamente, irrefletidamente a outras pessoas, há filhos que abandonaram a casa por causa das drogas, há um irmão na prisão que desonra a família. O erro é sempre erro. A verdade da fé não pode ser arrefecida com compreensões errôneas. Mas os cristãos sabem que podem e devem fazer um casamento entre verdade e misericórdia. A pastoral da Igreja é feita na verdade e na misericórdia... porque com a mesma medida com que medirdes sereis medidos.
A Igreja é o albergue da misericórdia e não uma sala de julgamento.
Sede misericordiosos como vosso Pai celeste é misericordioso.
Os que agem com misericórdia constituem a melhor “propaganda” do Pai de todas as misericórdias.

Fonte: www.franciscanos.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário