Os textos e fotografias produzidos pela equipe da PASCOM da Paróquia São José – C. dos Dantas podem ser livremente utilizados, mencionando-se o blog http://www.montedogalo2009.blogspot.com/ como fonte

20 de abr de 2010

O PÃO QUE O PAI NOS DÁ

REFLEXÃO DO EVANGELHO
"Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim nunca mais terá sede”. Jesus é o pão que o pai nos regala.

Jesus tem que ser o centro vital de toda catequese e de todo trabalho da Igreja. O cristão, chamado a crescer na fé, entre muitas dificuldades e vicissitudes, precisa acolher esse germe, essa semente capaz de dar base a todos os desenvolvimentos posteriores.

“O centro vivo da fé é Jesus Cristo. Somente por meio dele os homens podem salvar-se. Dele recebem o fundamento e a síntese de toda verdade. Nele encontram a chave, o centro e o fim do homem bem como de toda a história humana.

Cristão é aquele que escolheu Cristo e o segue. Nesta decisão fundamental por Cristo Jesus estão contidas e realizadas todas as outras exigências de conhecimento e de ação da fé.

A Igreja, pois, deve pregar a todos Jesus Cristo e fazer de sorte que cada cristão adira à sua divina pessoa e ao seu ensinamento e sejam levados a viver todo o seu mistério. Como aparece claramente no livro dos Atos, na tradição evangélica, nas cartas de Paulo e de João, o alegre anúncio de toda catequese é Jesus.

Escolhendo Jesus Cristo como centro vivo, a catequese não pretende apenas propor um núcleo essencial de verdade a se crer; mas sobretudo acolher a sua pessoa viva, na plenitude de sua humanidade e de sua divindade, como Salvador e Cabeça da Igreja e tudo o criado.

Esta perspectiva tem importância pastoral de primeira ordem. Quando a mensagem vem de uma pessoa e a pessoa consagra para isso a vida, os homens de nosso tempo são particularmente dispostos a apropriar-se dela e dela dar testemunho” (Il Rinnovamento della Catechesi, Conf. Episcopal Italiana, n. 56-58).

Quem crê em Jesus mata sua fome e sua sede...

Fonte: www.franciscanos.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário