Os textos e fotografias produzidos pela equipe da PASCOM da Paróquia São José – C. dos Dantas podem ser livremente utilizados, mencionando-se o blog http://www.montedogalo2009.blogspot.com/ como fonte

3 de mar de 2010

Dados biográficos do Bispo Dom José Adelino Dantas

PARTE 4

Dom Adelino tinha verdadeira adoração pela terra dos seus antepassados (Carnaúba dos Dantas). Em 1974 ele fez questão de celebrar seus 40 anos de Sacerdócio à sombra dos carnaubais e na beleza do lendário Monte do Galo, deslocando-se de Rui Barbosa, onde era Bispo, para celebrar o evento histórico junto ao seu povo, no vale dos DANTAS, região que ele tanto amava.
A região do Seridó, tão rica em tradições e lendas, teve em Dom José Adelino Dantas (uma das maiores expressões intelectuais do seu tempo), um dos seus ardentes defensores da preservação dos nossos usos e costumes, da nossa música, da nossa arte e dos nossos valores espirituais e morais do passado e do presente, que se movimentaram e se movimentam na região ribeirinha do lendário Rio Seridó.
Dom Adelino gostava de teatro e, na arte de representar, deixou o seu nome gravado no vale dos Dantas, porque ele incentivou, orientou e animou o povo que vive à sombra do Monte do Galo a levar a Via-Sacra, anualmente, pela Semana Santa, tendo como ponto inicial, para a subida do Calvário, a bonita e bucólica Praça dos Romeiros, onde começa a subida do Monte milagroso.
Dom Adelino tinha firmeza de caráter e agia com muita fidelidade aos preceitos religiosos. Sendo fiel seguidor da Doutrina Católica Romana, era intransigente na defesa das normas e diretrizes fundamentais da Igreja de Roma, exercendo, assim, a sua autoridade eclesiástica com muita austeridade. Dom Adelino era grande admirador do Santo Papa João Paulo II e trabalhava no ideal de Sua Santidade de implantar uma nova civilização, a civilização do amor, tão preconizada quando ele esteve no Brasil, em julho de 1980. Coincidentemente, em 25 de março de 1983, enquanto o corpo de Dom Adelino estava sendo transportado para o pé do Monte do Galo, para a sua morada final, em Roma o Santo Papa João Paulo II inaugurava o ANO SANTO.

(Do livro "Dom JOSÉ ADELINO DANTAS - 2º Bispo de Caicó-RN - Separata do Livro Carnaúba dos Dantas Terra da Música, de Donatilla Dantas")

Nenhum comentário:

Postar um comentário