Os textos e fotografias produzidos pela equipe da PASCOM da Paróquia São José – C. dos Dantas podem ser livremente utilizados, mencionando-se o blog http://www.montedogalo2009.blogspot.com/ como fonte

3 de jul de 2010

MEU SENHOR E MEU DEUS

FESTA DE SÃO TOMÉ, APÓSTOLO

Quem vai nos fazer penetrar no mistério de Tomé é São Basilio de Selêucia:
Os apóstolos, escondidos no Cenáculo, veem Cristo. Ele entra estando as portas fechadas. Mas Tomé, ausente na ocasião, permanece incrédulo. Deseja ver Jesus com os próprios olhos e não admite o que ouvira. Fecha seus ouvidos e quer abrir os olhos. Abrasado pelo desejo, pronuncia estas palavras: Se eu não puser o dedo na marca dos pregos, se eu não puser a mão no seu lado, não acreditarei (Jo 20,25).
Muito exigente para crer, Tomé deixa transparecer sua desconfiança, esperando ver atendido seu anseio. “Minha incredulidade só desaparecerá à sua vista”, diz ele. “Porei meu dedo na marca dos pregos e abraçarei o Senhor que tanto almejo. Que ele censure minha incredulidade, contanto que me satisfaça com a visão. Incrédulo, quando o vir, eu acreditarei ao envolvê-lo em meus braços, e o contemplarei. Quero ser testemunha do Senhor, não ouvinte. A feliz notícia que me dais só faz avivar minha dúvida. Não ficarei curado desse mal a não ser quando tocar o remédio com minhas mãos”.
Entretanto, o Senhor apareceu novamente, dissipando ao mesmo tempo a incredulidade e a tristeza de seu discípulo. Ele não dissipa suas dúvidas, mas cumula sua expectativa. “Põe teu dedo na marca dos pregos”, diz-lhe: “Conheço teu desejo, apesar de teu silêncio; antes de me haveres dito, sei o que pensas. Eu te ouvi falar e, embora invisível, estava perto de ti, de tuas dúvidas e, sem ser visto, te fiz esperar incrédulo, a fim de admirar teu desejo. Põe o teu dedo na marca dos pregos. Estende a tua mão e coloca-a no meu lado. Não sejas incrédulo, mas crê!” (Jo 20,28).
Então Tomé o toca, toda sua desconfiança desaparece e, cheio de uma fé sincera e de todo o amor que é devido a seu Deus, exclama: Meu Senhor e meu Deus! (Jo 20,28). E o Senhor lhe diz: Creste porque me viste? Bem-aventurados os que creram sem ter visto! (Jo 20,29). “Tomé, leva a Boa Nova de mimha ressurreição aos que me viram. Conduz à fé a terra, não por seus olhos, mas por tua palavra. Percorre os povos e as cidades bárbaras, ensinando-lhes a levar a cruz sobre os ombros ao invés das armas. Apenas prega: eles acreditarão e me adorarão. Não exigirão outras provas. Dize-lhes que eles são chamados pela graça, e contempla sua fé: Bem-aventurados, na verdade, os que creram sem ter visto!” Lecionário Monástico III, p.108-109

Fonte: www.franciscanos.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário