Os textos e fotografias produzidos pela equipe da PASCOM da Paróquia São José – C. dos Dantas podem ser livremente utilizados, mencionando-se o blog http://www.montedogalo2009.blogspot.com/ como fonte

22 de fev de 2010

Cátedra de São Pedro - PEDRO, O MESTRE DA FÉ

A 22 de fevereiro os antigos romanos, segundo informes dos livros litúrgicos, honravam a memória dos mártires e comiam junto de suas tumbas, ao redor de sua “cátedra” (cadeira reservada ao defunto para significar que estava presente no banquete). A partir do século IV, os cristãos começaram a honrar uma “cátedra” muito mais espiritual: a de Pedro, chefe da Igreja de Roma (cf. Intr. Festa de hoje no Missal da Paulus).
Pedro, no evangelho do dia de hoje, é o homem da fé. Ele consegue ver a identidade mais profunda de Cristo porque lhe foi dada uma revelação toda especial. Os Padres da Igreja sempre enalteceram a fé do apóstolo, o mestre da fé.“Hoje é o aniversário da Cátedra de São Pedro, o primeiro apóstolo, que a Igreja celebra com fervorosa piedade(...). Cátedra de sã doutrina e não de falsidade, por ela os crentes são chamados à fé, os doentes recobrem a saúde, os dissolutos recebem uma lei moral e os discípulos, uma regra de vida. Temos consciência de que nessa Cátedra foi proclamada formalmente a instituição de nossa Igreja, a Igreja Católica. Por isso, nos alegramos, reconhecemos e proclamamos nossa fé” (Sto.Agostinho, Lecionário Monástico II, p. 656).
Santo Odão de Cluny, abade, em seus Sermões escreve: “Ó inestimável e imensa bondade, que um homem colocado na terra domine o céu. Pois eis que agora, a um sinal de Pedro, abrem-se as portas do Reino de Deus. Com efeito, ele recebeu de Cristo as chaves do Reino dos céus, para que, libertando os crentes das cadeias dos pecados, lhes abra o céu. Quão acessível e radical é esse remédio! Dirigindo-se a Pedro, o mundo encontra o Reino de Deus perto de si. Cristo colocou Pedro no mundo, deixando-o em seu lugar, como chaveiro do céu, a fim de que ninguém ache difícil subir até lá” (Lecionário Monástico II, p. 667).O Papa Inocêncio III fala da fé e da caridade de Pedro. “A felicidade de Pedro consiste, sobretudo, no conhecimento e no amor, isto é, na fé e na caridade. Destas duas virtudes, uma vem em primeiro lugar, e a outra é a mais importante de todas. O Senhor exigiu as duas de Pedro: a fé quando lhe entregou a chaves; a caridade quando lhe confiou as suas ovelhas”.
O Pontífice Romano continua Pedro entre nós. Ele nos ensina a verdade e nos mostra os campos onde podemos encontrar alimento para nossa vida cristã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário